Full width home advertisement

Post Page Advertisement [Top]


Seja lá o que for, parece muito com um dinossauro, você não concorda? Segundo o site All That Is Interesting, a carcaça acima foi descoberta por um eletricista na Índia enquanto ele trabalhava — ou cavoucava — em uma subestação abandonada e, como você viu, aparenta ser uma criatura pré-histórica extraordinariamente bem-preservada, contando ainda com a pele intacta! Mas, será que se trata mesmo de um réptil extinto de milhões de anos?

Será mesmo?

De acordo com Katie, o — suposto — dinossauro foi encontrado em Uttarakhand e enviado para ser analisado por paleontólogos da Universidade Kumaun, em Nainital, na Índia, e ainda não foi identificado. A criatura tem apenas 28 centímetros de comprimento e deve passar por uma bateria de exames, incluindo a datação por radiocarbono. No entanto, os cientistas não estão botando muita fé que se trate mesmo de um animal pré-histórico.


Isso porque, os dinossauros não aviários entraram em extinção há 65 milhões de anos e, para que um exemplar tenha “sobrevivido” no estado de conservação em que a carcaça se encontra — incluindo a pele e tudo mais — e não ter se fossilizado, a criatura deveria ter, no mínimo, sido conservada em algum tipo de substância química e armazenada apropriadamente para evitar seu deterioro. Contudo, seja lá o que for, o bicho foi descoberto em uma situação bem diferente.

Os exames para determinar a espécie e idade da carcaça ainda estão sendo conduzidos, e nenhum dos resultados foi divulgado até o momento. Mas existem cientistas que tem fé que a criatura é sim um dinossauro, possivelmente um espécime da família dos terópodas, um grupo de dinossauros bípedes que incluía répteis como os tiranossauros, giganotossauros e velociraptores.

Só que nem todo mundo concorda que se trate de um dinossauro mesmo — com alguns especialistas sugerindo que o animal pode, na verdade, não passar de um feto disforme de algum mamífero pré-histórico da família das cabras que morreu muito mais recentemente do que há milhões de anos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bottom Ad [Post Page]